Aquaplastic

Primeiramente devemos ter clareza sobre o conceito de Manutenção Preventiva, e esta pode ser definida como o conjunto de ações necessárias para manter as máquinas funcionando, reduzindo paradas e paradas imprevistas.

A vida útil das válvulas dependerá de um objetivo muito importante, realizar manutenções regulares ou preventivas antes que seja necessário um reparo ou substituição total. O programa de manutenção preventiva da válvula pode conter os seguintes pontos e as ações necessárias devem ser tomadas de acordo.

Mas, antes de tudo, é preciso entender as válvulas industriais:

Existem muitos tipos de válvulas em apenas uma operação. O primeiro passo para manter a integridade da válvula para que você possa prolongar sua vida útil é entender como uma válvula específica funciona.

Verifique a etiqueta do fabricante em sua válvula para conhecer as especificações, incluindo o tipo de sistema para o qual o instrumento deve ser usado. Além disso, sempre leia o manual que acompanha as válvulas industriais para saber de que material ela é feita, a faixa de pressão, temperatura e afins.

Por exemplo, as válvulas esfera são usadas apenas para fechamento hermético. A válvula gaveta tem capacidade de regulagem, mas mais propensa a fricção.

As válvulas borboleta são leves e boas para isolamento de fluidos, mas há uma tendência de que os substratos permaneçam na válvula. Uma válvula de alívio seria uma ótima opção para a regulagem.

Outro ponto é que parte da compreensão de cada válvula é conhecer sua instalação adequada. Saiba que tipo de furo deve ser usado para a válvula se a pressão for uma consideração importante.

Se a válvula deve ser aparafusada, soldada ou similares também são fatores importantes. Isso pode significar possíveis vazamentos ou uma vedação apertada.

Considerações técnicas como pressão, direção do fluxo, temperatura, entre outras, também fazem parte da curva de aprendizado. O cálculo do ponto de melhor eficiência (BEP) fornece os valores nos quais as válvulas funcionam na sua melhor forma.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre Válvulas, vamos conhecer agora alguns pontos fundamentais para estender a vida útil das válvulas industriais:

1. Inspeção estática periódica quanto a defeitos ou falhas visíveis, como vazamento na gaxeta ou na tampa e condições da haste.

2. Manobras periódicas da válvula e lubrificação semestral das roscas das hastes e engrenagens para evitar emperramento e corrosão (um lubrificante recomendado para uso pode ser Castrol AP3 ou similar)

3. Troca periódica da embalagem para garantir a vedação sem vazamentos.

4. Inspeção periódica da válvula e do atuador quanto à degradação dos componentes. Isso pode ser feito quando a linha está fora de serviço ou em modo de espera

5. Testes periódicos de chaves de torque e fim de curso para garantir seu funcionamento em válvulas motorizadas.

6. Para que as válvulas industriais durem mais, é imprescindível que sejam limpas pelo menos uma vez por ano. Use equipamento adequado como pano, lubrificante ou escovas de aço para limpar o corpo da válvula e componentes como as roscas da haste, pinos, porcas e similares.

Também é importante que as válvulas sejam devidamente limpas antes de instalá-las no sistema de tubulação. Dessa forma, elas não conterão contaminantes que possam prejudicar não apenas a válvula, mas também o fluido que passará por ela.

7. Revista as válvulas industriais sempre que necessário. Em algumas aplicações que contêm meios corrosivos ou que requerem alta pressão e temperatura, o revestimento das válvulas com térmicos pode aumentar muito a vida útil dos equipamentos.

Lembre-se que a vida normal da válvula é projetada para anos, mas existem alguns fatores que reduzem consideravelmente a vida útil da válvula, como armazenamento inadequado, contaminação de partículas duras na tubulação e falta de manutenção periódica. Faça sua manutenção preventiva regularmente e assim garanta a durabilidade de suas válvulas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.